sexta-feira, 5 de novembro de 2010

UM APRENDIZADO MÍSTICO APLICADO À VIDA

por Francisco Marengo


Um aprendizado não terá valor se não for compartilhado. Tudo o que fazemos, tudo o que somos, a somatória de nossas experiências nos define. Se nossa capacidade de expressão não for limitada, uma única palavra pode mudar vidas. Mas, sem força, sem expressão, sem energia naquilo que transmitimos, por mais que detenhamos algum conhecimento, nada será realmente revelado, nada fará a menor diferença. A Sabedoria está intimamente ligada a capacidade de expressão. Por exemplo, eu faço uma pergunta: Sabe que neste momento você está cercado pelo Poder Criador? E sabe que pode usar essa Poder, se desejar? E que não importa a direção que você aponte, ou para onde vá, lá também estará esse Poder como um manancial inesgotável?
Sim, para o espaço infinito, um momento pode ser a eternidade. Isso será um fato, mas somente se você agarrar esse momento, utilizando-o para levar a totalidade do seu ser, para onde quer que vá.
Isto que eu revelo a você não faz a menor diferença, pois você poderá não ter conhecimento para utilizar minha revelação. No entanto, se você tivesse conhecimento, minhas palavras bastariam para lhe permitir acender um pavio em seu interior e detonar algo, como uma bomba, quebrando seus limites, seu confinamento em você mesmo.
Somos luz debaixo dessa carapaça, e para um Iluminador só interessa o poder e o conhecimento. Esse conhecimento está um passo além da natureza comum das pessoas.
Assim, gostaria de enumerar alguns passos para preparar o seu espírito a entender o significado mais profundo de minha explicação.
O primeiro passo de um verdadeiro aprendizado consiste em manter a paz interior, quebrar a tensão.
O segundo passo consiste em você começar a ver e interpretar coisas da vida que antes não lhe eram de grande relevância, isso exigirá um esforço mental muito grande, já que sua mente se acomoda no seu mundo, não importando a dimensão de seu trabalho e se ele o conduz para dar a volta o mundo. Se você continuar a ver o mundo com os mesmos olhos, nada realmente importante acontecerá.
O terceiro passo está nas suas atitudes, e a mudança consistente daquilo que pode e deva ser mudado em você. Você pode fazer uma auto-análise e encontrar seus defeitos e virtudes, além de dimensionar o esforço que precisará fazer para criar mudanças que possam trazer uma revelação interior, ou para expandir sua mente e energias ao seu exterior. Cada Mago desenvolve entremeios a sua Tradição uma metodologia mais eficiente de empregar a Arte da Mudança. Evite a trucagem, o melhor caminho e remédio é resistir aos intempéries. Isso transpõe obstáculos e desapontamentos.
O quarto passo poderia ser a humildade. Mas é necessário convencionar o que seja essa humildade e não confundí-la com miserabilidade. Pode-se viver com plenitude e humildade, bastando desprezar a arrogância. Mas ser humilde não significa dar a outra face. A humildade não nos diz que precisamos nos curvar as regras, quando essas necessitam ser quebradas. Devemos aprender a fazer determinadas distinções, pois determinados padrões que a vida nos impõe, poderá nos retroceder ou estagnar. Pense pois a humildade faz parte da vida do Mago, e isso nos leva ao último e grandioso passo.
O quinto passo consiste em não sermos conformistas, como muitos que prostram-se desavergonhadamente de joelhos por qualquer coisa que considerem acima de sua capacidade e poder intelectual além de lamber as botas desse considera seu superior. A mente necessita ser disciplinada a fazer averiguações indo até o limite dos padrões impostos. Mas, não deve ter medo de se tornar diferente por isto. Na verdade para um Mago isso não tem nenhuma relevância. Você deve ser algo a mais, estar degrau acima das concepções que outros criem de você. Surpreenda sempre! Reinvente-se! Se você não mudar nunca saberá. E quem sabe esse não é o melhor caminho para compreender a si mesmo, e deixar vir à tona a melhor parte de si mesmo. O Sol nasce para todos, mas nem todos concebem sua luz da mesma forma, o mesmo brilho que aquece e dá vida, pode também ofuscar e queimar. Pense nisto!

Nenhum comentário: