quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Mictlantecuhtli e Mictecacihuatl

Mictlantecuhtli e Mictecacihuatl
O Senhor e a Senhora de Mictlan, 
a região dos mortos.

Mictecacihuatl


De acordo com a mitologia Azteca Mictlan era o local para onde iam todas as pessoas que morriam de causas naturais. Mas o caminho não era fácil, antes de se apresentar aos “amorosos guardiães do submundo” o recém desencarnado deveria superar diversos obstáculos. Pedras gigantescas que rolavam de colinas, ventos,  desertos, o crocodilo Xochitonal e um caudaloso rio que o morto atravessava com a ajuda de um cão que era sacrificado no dia de seu funeral. Ao chegar, então o defunto deveria fazer oferendas aos Deuses do submundo.
Mictlantecuhtli e Mictecacihuatl foram sem dúvidas as deidades às quais se encomendavam as almas dos mortos, mas também eram invocadas por aqueles que desejavam o poder da morte. O templo dos Senhores da Morte se encontrava no centro cerimonial da  antiga cidade de Tenochtitlan no México, seu nome era Tlalxico que significa “Umbigo da Terra”, ali se encontravam fileiras de crâneos.
Mictlantecuhtli
Haviam outras representações da Morte. O Tzompantli por exemplo era um aparato feito de estacas  onde se colocavam crâneos e formavam grandes fileiras. O Tzompantli assemelhava-se à um ábaco. Eram encontrados nos grandes templos do México antigo e eram considerados como uma parte importante do culto  não só dos sacerdotes, mas também de gente comum. Além dos Tzompantlis tão conhecidos e famosos também existiam diferentes representações da morte, quase sempre como figuras de caveiras entalhadas em pedra, barro ou belamente pintadas nos livros antigos chamados códices.
Foram encontradas também caveiras humanas adornadas com colares e conchas no lugar dos olhos. Os especialistas não chegaram a um acordo sobre o significado destas caveiras, mas supõe-se que tratam-s de oferendas aos senhores da morte. Por toda parte no México, onde há rastros de morte, estão os adornos da Deusa Coatlicue, nas oferendas, incensários, rituais e  em figuras de todo tipo e tamanho.
Tzompantli: Os guerreiros inimigos capturados em batalhas pelos Aztecas eram decaptados e suas cabeças cravadas em lanças formando um muro.


Tudo isso nos indica que houve um culto muito forte à Morte entre os antigos mexicanos e isso sem levar em conta os Mayas, os Tarascos e os Totonacos que também cultuaram à Morte mui amplamente. (continua...)




Nenhum comentário: